Arquivo da categoria ‘Aventura’

“Eu sou a Lei!” É com essa frase que começo a minha postagem. Para quem é fã de Stallone como eu! Não pode deixar de ver esta obra-prima! O filme “O Juiz” tem uma história que não foge muito dos outros filmes futuristas da década de oitenta e noventa.  O filme se passa no terceiro milênio, o mundo mudou. O clima, as nações, tudo entrou em revolta e o planeta se transformou em um deserto insalubre e desolado, conhecido como A Terra Malditaaaaaa!! Hahaha. Milhões de pessoas habitavam as escassas megacidades, onde bandos errantes e selvagens urbanos geravam tamanha violência que o sistema judiciário não podia controlá-los. A lei como conhecemos entrou em colapso. Da decadência surgiu uma nova ordem, uma sociedade regida por uma nova força de elite da polícia, que atua como juiz, júri e carrasco, que são conhecidos como Os Juizes. Dredd (Sylvester Stallone), o mais lendário dos juízes, é vítima de um plano que o incrimina como assassino e acaba sendo banindo da cidade onde vive. Como diz na capa do filme: “No futuro, Apenas um Homem Será o Juiz, o Júri e o Carrasco” hahahahahahaha

TRAILER

O filme tem vários erros de continuação, mas isso não é o que deixaria ele trash, e sim ver Stallone de olhos azuis hahahha pois é! É BIZARRO! E ver também uma máquina metade metal, metade humano sendo que sua “raiva” é controlada um botão giratório na cabeça, também é algo bem trash! E vou nem comentar da roupa ridícula que fizeram para o filme. Neste filme tem a participação de Rob Schneider, um dos melhores autores de comedia, certamente você irá dar risada com ele no filme. Abaixo coloquei o trcho da primeira cena do Stallone, digo que foi uma entrada fantástica! hahahaha.

CENA DO FILME I

REVELANDO OS ERROS:

Quando Judge Dredd é disfarçado como um juiz, um juiz jovem corre em direção dele e tira o capacete de Dredd e diz: “Dredd, Eu pensei que não era você!”, mas seus lábios não se movem ao dizer está frase.

No deserto, quando Dredd e Ferguson estão em uma colina a olhar para o túnel de lixo, Dredd vai embora. Na cena seguinte eles estão em pé um do lado do outro, como Dredd nunca tivesse movido.

Antes do entrar no buraco do lixo, o fogo que sai do tubo sai de dentro para fora. Quando Dredd e Ferguson correndo dentro deste tudo, a chama do fogo vem persegui-los mas desta vez de fora para dentro.

Tem uma cena que Dredd está vestindo um uniforme completo. Quando ele entra na sala onde está a moto dele, ele somente está vestindo a camisa e quando ele se senta na moto, ele perdeu a camisa de uma forma mágica, ele está vestindo apenas uma t-shirt menor ainda.

CENA DO FILME II

Não poderia deixar de mostrar a cena da máquina hahahaha.

CURIOSIDADES:

Este personagem é baseado em uma historia em quadrinhos nos EUA, mas não fez tanto sucesso.

Par ao Filme o Stallone mudou quase todo o roteiro, que isso deixou o diretor bem furiosos. Na lenda dos quadrinhos o “Dredd” jamais tiraria o seu capacete para não revelar sua identidade, mas Satllone mudou isso, aparecendo mais que a metade do filme sem o capacete.

O filme ganhou uma re-make e será lançado em 2012 com Karl Urban interpretando o juliz Dredd.

FOTOS:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 FICHA:

  •  País: EUA
  • Data de lançamento: 30 de junho de 1995 (EUA)
  • Diretor: Danny Cannon
  • Escritores: John Wagner (personagens), Carlos Ezquerra(personagens)
  • Estrelas: Sylvester Stallone, Armand Assante e Rob Schneider
  • Duração: 97 min
Postado por Sinai
Anúncios

“Fuga de Nova Iorque” e “Fuga de Los Angeles” são bons exemplos de filme B dos anos 80 que são sensacionais e que só o pessoal “old school” deve lembrar. Com um enredo cheio de ideias mirabolantes para a época – e uma premissa incrivelmente surreal e totalmente absurda – estes longas são a Disneylândia dos amantes dos filmes de baixo orçamento! Com tamanha importância, estes dois marcos dos filmes de ficção e ação, não poderiam faltar na estante do Trashbagarai.

Se em algum momento, Kurt Russell interpretou um herói mais malandro que Jack Burton de “Os Aventureiros do Bairro Proibido”, certamente foi o personagem Snake Plissken. O verdadeiro e legítimo “cara” dos “caras”, um misto de herói e bandido. Afinal, como não dizer que este personagem não é “foda”, após o grande Plissken dar um tiro de calibre grosso no meio do peito do inimigo? Ele é foda! A marca de Snake é um tapa olho style e a sua metralhadora com o cano mais longo… E ele é tão malandro que ao invés dele correr de um tsunami, ele desencana e resolve surfar na onda gigante hahahaha… E esta é uma cena clássica do segundo filme. Porém, infelizmente esta saga da sessão trashneira só se manteve com dois filmes estrelados pelo lendário Snake. Abaixo você pode conhecer a descrição dos dois filmes:

FUGA DE NOVA IORQUE – (Escape From New York)

Enquanto todos pensavam que no ano 2000 haveria carros voadores e armas laser, os roteiristas de A “Fuga de Nova Iorque” (Escape From New York) foram bem realistas usando planadores, carros e armas comuns. Rodado em 1981, este filme se passa no ano de 1997 – mesmo ano do julgamento final do filme “Exterminador do Futuro”. Durante este período, as altas taxas de criminalidade levaram o governo americano a simplesmente cercar a ilha de Manhattan com um muro de 15 metros de altura e tornar o principal bairro de Nova Iorque uma imensa prisão. Os degenerados foram simplesmente jogados lá dentro; não havendo guardas dentro do perímetro cercado, a polícia apenas monitora os arredores da ilha matando quem tenta escapar. Sem nenhuma explicação, além desta que foi dada, o espectador já imagina o ambiente inóspito e tomado pela selvageria que assola a mega prisão de segurança máxima.

 TRAILER

Snake Plissken (Kurt Russel) um ex-militar criminoso que está prestes a aumentar a população carcerária, tem a missão de resgatar o presidente americano que está preso por grupos rebeldes no interior da ilha. Detalhe: ele tem menos de 22 horas para cumprir a missão, caso contrário será morto por um vírus colocado na sua corrente sanguínea no começo do filme… Totalmente traaaaaash!

FOTOS

Este slideshow necessita de JavaScript.

As cenas de ação são lentas e algumas delas chegam a ser engraçadas, dada a magnitude da tosquice dos efeitos visuais chega a ser divertido de tão trash. Acredito que a cena mais trash do primeiro filme, é a imagem do avião Air Force One (Força Aérea Um) que é mostrado durante o vôo, mas que, claramente, se vê que é uma maquete muito trashhh e bem terrível por sinal.

 FUGA DE LOS ANGELES – (Escape from L.A)

Em “Fuga de Los Angeles” (Escape from L.A), o homem do tampão no olho está de volta e talvez, seja, esse, o filme mais exagerado da obra de John Carpenter e também mais bizarro que o primeiro. O filme representa uma continuação, o que soa como um precedente de “Fuga de Nova York”. Ele começa em 1998 com a candidatura presidencial de Cliff Robertson – ele prega em sua campanha que Los Angeles precisa ser “punida” pelos pecados que contém. Já no ano 2000, a cidade é separada do continente por um grande terremoto e transforma-se em um local repleto de seres indesejáveis – em uma demonstração divina de justiça com relação aos pecadores que não conheciam limites. Sendo assim, a cidade é realmente desligada do continente, passando a ser uma ilha.

A trama pula para o ano de 2013, quando o candidato do final do milênio torna-se presidente vitalício. O contraponto do filme acontece quando a filha do então presidente (A.J. Langer) não concorda com a política ditatorial do seu pai – ele havia acabado com a liberdade individual, além de ter roubado uma “caixa preta”, que tem o poder de “desligar” todo o planeta. Não satisfeito, o político entrega a tal caixa para o principal chefe de quadrilha (Georges Corraface) de Los Angeles.

Assim, nosso herói Snake Plissken (Kurt Russell), é “convocado” pelo presidente para recuperar a caixa e matar sua filha. Detalhe: como no primeiro filme, caso ele não cumpra a missão será morto por um vírus colocado na sua corrente sanguínea, só que desta vez ele tem menos de 10 horas… Traaaash! Portanto, ele tem esse período de tempo para completar a tarefa que lhe é dada e voltar à fronteira da ilha, onde receberá o antídoto que o salvará da morte.

TRAILER

Como no primeiro filme, este também conta com uma série de efeitos especiais bem toscos, mas que não comprometem em nada a sua qualidade. Pode-se até pensar que essa precariedade medonha foi um tanto quanto positiva, já que a indústria cinematográfica de Hollywood foi capaz de produzir filmes cujas imagens parecem mais reais que a própria realidade após realizar muitos filmes trashs como este.

É claro que não poderia deixar de mostrar a melhor cena do segundo filme onde ele surfa na tsunami. hahahahah

CENA DO FILME

Uma coisa eu tenho admitir: a música do personagem é a melhor de todas! Toda vez que aparece o Snake toca essa trilha sonora, que é incrível… Foi difícil, mas consegui achar ela… Ouça essa sinfonia… É demais!

MUSICA

CURIOSIDADES

– Desde 2002, se ouve boatos que vai ter um remake do primeiro filme, os atores candidatos para esse remake sempre foram Jeremy Renner ou Gerard Butler para interpretar o Snake Plissken;

– O criador do jogo Metal Gear, diz que se inspirou no filme para criar o personagem do jogo.

FICHA TÉCNICA:

  • Diretor: John Carpenter
  • Roteiro: John Carpenter, Nick Castle
  • Estrelas: Kurt Russell, Steve Buscemi, Stacy Keach,  Lee Van Cleef e Ernest Borgnine

“A Fuga de Nova Iorque” (Escape From New York)

  • Duração: 99 min
  • Data de lançamento: 10 de julho de 1981 (EUA) – 07 de agosto de 1981 (Brasil)

“Fuga de Los Angeles” (Escape from L.A)

  • Duração: 101 min
  • Data de lançamento: 09 de agosto de 1996 (EUA)
Postado por Sinai

Este sim! É um clássico da sessão trashineira. Dirigido pelo mestre da aventura John Carpenter em 1986, esta eletrizante aventura tem como o ator principal nada mais, nada menos que Kurt Russell! Sim ele fez filmes trash’s e como! Também tem a participação da atriz Kim Cattrall conhecida hoje pelo personagem Samantha do seriado “Sex and the City” e também tem o lendário de filmes trash Victor Wong, conhecido também pelos papeis: o avô do filme “3 ninjas” e o Buda do filme “O Rapto do Menino Dourado”. Tem a participação coadjuvante da atriz Kate Burton que fez participação do seriado “Grey’s Anatomy”.

Jack Burton (Kurt Russell) é um caminhoneiro durão e esperto, cuja a vida é pelas estradas, vai parar em Chinatown em San Francisco para se encontrar com o seu melhor amigo que por sinal é um ator muito ruim, mas muito ruim. O cara é um chinês que não sabe ficar na frente das telas, fala com uma naturalidade que é uma beleza! Eles vão até o aeroporto buscar a noiva de seu melhor amigo que está vindo da China. Só que a sua noiva é raptada por uma gangue chinesa por ela ter olhos verdes. O sequestro é comandado por um mago chamado de Lo Pan de 2.000 anos de idade, que preside impiedosamente um império de espíritos, onde ele só poderá sobreviver mais 2.000 anos se casar com uma mulher de olhos verdes. Ok, já sei o que estão pensando, apologia a alguma droga certo? Bem… não vou negar, tem uma cena do filme onde Victor Wong da uma porçãozinha para deixar todo mundo mais “valente” mais “tranquilos” até que todos começam a rir uma hora.  Agora cabe a Jack recuperar a moça, embarcando no mundo macabro do mago contagiado pela a magia negra. Veja o Trailer:

TRAILER:

O filme tem vários ingredientes do então recente também no filme “Zu: Guerreiros da Montanha Mágica” impossível de ser resumida em uma frase, deuses do qual nunca se explica qual a extensão dos poderes e interesses, uma cena de ação atrás da outra, seres que saem voando e se jogam raios de várias cores. HÁÁÁÁÁÁ muito medo não é mesmo? Então espera ver os 3 guerreiros da tempestade! Quem nunca sonhou em ver o verdadeiro Raiden?  Por sinal, não fossem umas luzes em neon, o penteado e a maquiagem de Kim Catrall (belíssima mas canastrona como sempre) mais alguns timbres do sintetizador de John Carpenter e mal daria para dizer que o filme dos anos 80.

Tive o prazer de comprar este filme épico e pela minha surpresa é DVD Duplo! Eu disse: “como assim? O que você espera de um filme trash, um segundo DVD?” Sim, meus amigos! Tem um final alternativo! Posso dizer o que é um final beeemmm alternativo, além disso, tem comentários de John Carpenter (diretor) e Kurt Russell, Trailers, Cenas Excluídas, e um Videoclipe muito trashhhh. Não deixe de ver este filme! Arrisco dizer que este filme poderia ter ganhado um Oscar por efeitos visuais de tão trash’s e também um Oscar para trilha sonora, o pior, que não é ruim! A trilha é muito boa para a época! Principalmente a do começo do filme.

Este filme fez tanto sucesso na época, que existe até um site de fãs do filme, onde você pode encontrar roupas, trilha sonora e até objetos do filme para vender.

http://www.wingkong.net/

REVELANDO ERROS:

  • Durante a luta entre as duas gangues chinesas, Jack e Wang estão sentados na cabine do caminhão. Mas em tomadas externas do caminhão, não há ninguém dentro.
  • Mai Lin é uma mulher de olhos verdes, mas na imagem-retrato inicialmente mostrado Jack Burton enquanto dirigia seu caminhão, ela tem olhos castanhos (a cor dos olhos do ator na vida real).
  • Quando Jack Burton é chutada pelo ar por um dos três tempestades, padding pode ser visto através da camisa do dublê, antes que ele bate na cadeira.
  • Quando Jack Burton rola para trás na cadeira de rodas que pára e está à beira de cair em um poço, você pode ver claramente os fios segurando a cadeira no lugar para não cair.

CURIOSIDADES:

  • Embora Kurt Russell foi a única escolha de John Carpenter para o papel principal no estúdio sugeriu Jack Nicholson ou Clint Eastwood. Uma vez eles provaram indisponível, Carpenter foi capaz de lançar Russell.
  • No comentário do DVD, John Carpenter, brincando, diz que o personagem de Kurt Russell, Jack Burton é o herói do filme, mas outros do que matar Pan Lo ele não faz absolutamente nada de heróico em todo o filme.
  • Como Lightning (o personagem, um dos três tempestades) é esmagado até a morte perto do final do filme, alguns dos raios que ele emite forma um pequeno símbolo chinês como ele desaparece (perto da parte superior central da tela). O símbolo pode ser traduzido como “carpinteiro”. Este filme foi dirigido por John Carpenter.
  • Miao Yin” traduz aproximadamente a “cat-like”.
  • A rivalidade entre o Cante e Chang Kong Asa Tongs é análoga à famosa rivalidade entre o Hip Cante e Leong On Tongs (mesmo a rima nomes) no início do século 20 New York.
  • Kurt Russell sofreu um mau caso da gripe durante a filmagem de modo que o suor de seu corpo é real, causada pela febre.
  • Os caracteres chineses no título principal traduzir a “espíritos malignos”

FICHA:

  • Diretor: John Carpenter
  • Roteiro: Gary Goldman e David Z. Weinstein
  • Estrelas: Kurt Russell, Kim Cattrall, Victor Wong e Dennis Dun
  • Duração: 99 min
  • País: EUA
  • Idioma: Inglês | Cantonês
  • Imagem: Cor
  • Data de lançamento: 02 de julho de 1986 (EUA)
Postado por Sinai