Posts com Tag ‘Ação’

“Fuga de Nova Iorque” e “Fuga de Los Angeles” são bons exemplos de filme B dos anos 80 que são sensacionais e que só o pessoal “old school” deve lembrar. Com um enredo cheio de ideias mirabolantes para a época – e uma premissa incrivelmente surreal e totalmente absurda – estes longas são a Disneylândia dos amantes dos filmes de baixo orçamento! Com tamanha importância, estes dois marcos dos filmes de ficção e ação, não poderiam faltar na estante do Trashbagarai.

Se em algum momento, Kurt Russell interpretou um herói mais malandro que Jack Burton de “Os Aventureiros do Bairro Proibido”, certamente foi o personagem Snake Plissken. O verdadeiro e legítimo “cara” dos “caras”, um misto de herói e bandido. Afinal, como não dizer que este personagem não é “foda”, após o grande Plissken dar um tiro de calibre grosso no meio do peito do inimigo? Ele é foda! A marca de Snake é um tapa olho style e a sua metralhadora com o cano mais longo… E ele é tão malandro que ao invés dele correr de um tsunami, ele desencana e resolve surfar na onda gigante hahahaha… E esta é uma cena clássica do segundo filme. Porém, infelizmente esta saga da sessão trashneira só se manteve com dois filmes estrelados pelo lendário Snake. Abaixo você pode conhecer a descrição dos dois filmes:

FUGA DE NOVA IORQUE – (Escape From New York)

Enquanto todos pensavam que no ano 2000 haveria carros voadores e armas laser, os roteiristas de A “Fuga de Nova Iorque” (Escape From New York) foram bem realistas usando planadores, carros e armas comuns. Rodado em 1981, este filme se passa no ano de 1997 – mesmo ano do julgamento final do filme “Exterminador do Futuro”. Durante este período, as altas taxas de criminalidade levaram o governo americano a simplesmente cercar a ilha de Manhattan com um muro de 15 metros de altura e tornar o principal bairro de Nova Iorque uma imensa prisão. Os degenerados foram simplesmente jogados lá dentro; não havendo guardas dentro do perímetro cercado, a polícia apenas monitora os arredores da ilha matando quem tenta escapar. Sem nenhuma explicação, além desta que foi dada, o espectador já imagina o ambiente inóspito e tomado pela selvageria que assola a mega prisão de segurança máxima.

 TRAILER

Snake Plissken (Kurt Russel) um ex-militar criminoso que está prestes a aumentar a população carcerária, tem a missão de resgatar o presidente americano que está preso por grupos rebeldes no interior da ilha. Detalhe: ele tem menos de 22 horas para cumprir a missão, caso contrário será morto por um vírus colocado na sua corrente sanguínea no começo do filme… Totalmente traaaaaash!

FOTOS

Este slideshow necessita de JavaScript.

As cenas de ação são lentas e algumas delas chegam a ser engraçadas, dada a magnitude da tosquice dos efeitos visuais chega a ser divertido de tão trash. Acredito que a cena mais trash do primeiro filme, é a imagem do avião Air Force One (Força Aérea Um) que é mostrado durante o vôo, mas que, claramente, se vê que é uma maquete muito trashhh e bem terrível por sinal.

 FUGA DE LOS ANGELES – (Escape from L.A)

Em “Fuga de Los Angeles” (Escape from L.A), o homem do tampão no olho está de volta e talvez, seja, esse, o filme mais exagerado da obra de John Carpenter e também mais bizarro que o primeiro. O filme representa uma continuação, o que soa como um precedente de “Fuga de Nova York”. Ele começa em 1998 com a candidatura presidencial de Cliff Robertson – ele prega em sua campanha que Los Angeles precisa ser “punida” pelos pecados que contém. Já no ano 2000, a cidade é separada do continente por um grande terremoto e transforma-se em um local repleto de seres indesejáveis – em uma demonstração divina de justiça com relação aos pecadores que não conheciam limites. Sendo assim, a cidade é realmente desligada do continente, passando a ser uma ilha.

A trama pula para o ano de 2013, quando o candidato do final do milênio torna-se presidente vitalício. O contraponto do filme acontece quando a filha do então presidente (A.J. Langer) não concorda com a política ditatorial do seu pai – ele havia acabado com a liberdade individual, além de ter roubado uma “caixa preta”, que tem o poder de “desligar” todo o planeta. Não satisfeito, o político entrega a tal caixa para o principal chefe de quadrilha (Georges Corraface) de Los Angeles.

Assim, nosso herói Snake Plissken (Kurt Russell), é “convocado” pelo presidente para recuperar a caixa e matar sua filha. Detalhe: como no primeiro filme, caso ele não cumpra a missão será morto por um vírus colocado na sua corrente sanguínea, só que desta vez ele tem menos de 10 horas… Traaaash! Portanto, ele tem esse período de tempo para completar a tarefa que lhe é dada e voltar à fronteira da ilha, onde receberá o antídoto que o salvará da morte.

TRAILER

Como no primeiro filme, este também conta com uma série de efeitos especiais bem toscos, mas que não comprometem em nada a sua qualidade. Pode-se até pensar que essa precariedade medonha foi um tanto quanto positiva, já que a indústria cinematográfica de Hollywood foi capaz de produzir filmes cujas imagens parecem mais reais que a própria realidade após realizar muitos filmes trashs como este.

É claro que não poderia deixar de mostrar a melhor cena do segundo filme onde ele surfa na tsunami. hahahahah

CENA DO FILME

Uma coisa eu tenho admitir: a música do personagem é a melhor de todas! Toda vez que aparece o Snake toca essa trilha sonora, que é incrível… Foi difícil, mas consegui achar ela… Ouça essa sinfonia… É demais!

MUSICA

CURIOSIDADES

– Desde 2002, se ouve boatos que vai ter um remake do primeiro filme, os atores candidatos para esse remake sempre foram Jeremy Renner ou Gerard Butler para interpretar o Snake Plissken;

– O criador do jogo Metal Gear, diz que se inspirou no filme para criar o personagem do jogo.

FICHA TÉCNICA:

  • Diretor: John Carpenter
  • Roteiro: John Carpenter, Nick Castle
  • Estrelas: Kurt Russell, Steve Buscemi, Stacy Keach,  Lee Van Cleef e Ernest Borgnine

“A Fuga de Nova Iorque” (Escape From New York)

  • Duração: 99 min
  • Data de lançamento: 10 de julho de 1981 (EUA) – 07 de agosto de 1981 (Brasil)

“Fuga de Los Angeles” (Escape from L.A)

  • Duração: 101 min
  • Data de lançamento: 09 de agosto de 1996 (EUA)
Postado por Sinai

Aí, que saudades das antigas Sessões da Tarde, Temperatura Máxima e Domingo Maior, este filme marcou uma geração, filme que lançou a carreira do competente ator Jean Claude Van Damme ao estrelato. Além de bom lutador, o cara era um bom ator, algo na época raro neste gênero de filme.

Não preciso falar sobre a história do filme, pois todo mundo sabe de cor e salteado a saga do lutador novato, Frank Duxx, um jovem ninja que aprendeu os rudimentos das artes marciais através dos ensinamentos do seu mestre Tanaka (é impressão minha ou todo japonês em Holywood se chama Tanaka?). Van Damme participa do tradicional torneio secreto, proibido e mortal chamado de Kumitê (nem é tão mortal, acho que só morre 1 lutador no filme), enfrentando vários lutadores do mundo todo pitorescos e toscos, entre eles o temível Chong Li que mexe o seu peitinho rsrsrsrs.

TRAILER

Esse filme tem várias cenas inesquecíveis, a cena que o Van Damme tem que quebrar o último tijolo de uma pilha com um golpe só, para provar que pode entrar no torneio. Que??? Como assim? Pois é! O mais incrível é que ele nunca despenteia aquele cabelinho nas lutas que certeza era peruca! Não podemos deixar de comentar do grande comediante deste filme que é o lutador americano Ray Jackson, interpretado pelo Donald Gibb. Ele é style! Porcão, cabeludo e barbudo! Hahahaha. As artimanhas dos lutares eram as melhores, sem falar nas frases de efeito, graças à competente dublagem brasileira.  “QUE FILHO DA MÃE!”; “ISSO É O SUFICIENTE PARA VOCÊS?”; “QUAL PROBLEMA?” hahahahaha coloquei um pedaço do filme dublado para vocês:

 REVELANDO ERROS:

  • Quando Dux e Jackson estão jogando Karate Champ juntos, olhe mais de perto para a tela e veja que eles estão jogando no modo single-player.
  • Em um flashback à infância, os jovens Frank e Dux enquanto acompanham os seus amigos para roubar a espada ameaçadora Tanaka, Frank está vestindo uma camisa NY Giants e um chapéu do SF Giants.

Este slideshow necessita de JavaScript.

CURIOSIDADES

Precisamente o filme é baseada em uma história com acontecimentos verídicos, antes de entrar o créditos finais podemos ver:

Este filme é baseado em fatos reais na vida de Frank W. Dux

De 1975 a 1980, Frank W. Dux lutou 329 partidas. Ele se aposentou invicto como o Heavy Weight Mundial Full Contact Campeão Kumite. Mr. Dux ainda detém quatro recordes mundiais:

  • Knockout mais rápido – 3,2 segundos
  • Soco mais rápido com um Knockout – 0,42 segundos.
  • Chute mais rápido com um Knockout – 72 mph
  • Knockouts consecutivos em um único torneio – 56.
  • Posteriormente o Sr. Dux fundou o primeiro sistema americano de  Ninjitsu, o Dux-Ryu.

Ah, o grande dragão branco” irá ganhar um remake. E filmado no Brasil. Segundo o site ScreenDaily, o produtor veterano Edward R. Pressman irá cuidar da nova versão do filme de ação estrelado por Jean Claude Van Damme em 1988. O novo filme contará a história de um americano que vem ao Brasil para se recuperar da violência que sofreu no Afeganistão. Em uma lógica de combater fogo com fogo, o herói se envolve em um concurso de artes marciais. As informações são do SlashFilm. Ainda não há atores associados ao projeto, mas os nomes anunciados para o outro lado da câmera parecem animadores. O roteiro será feito por Robert Mark Kamen “Busca Implacável” e a direção ficará a cargo de Philip Noyce “Salt”.

FICHA

  •  Diretor: Newt Arnold
  • Roteiro: Sheldon Lettich (história), Sheldon Lettich (roteiro)
  • Estrelas: Jean-Claude Van Damme, Donald Gibb, Leah Ayres
  • País: EUA
  • Idioma: Inglês
  • Data de lançamento: 26 de fevereiro, 1988 (EUA)
  • Locais de filmagem: Hong Kong, China e EUA
  • Duração: 92 min
  • Mixagem de Som: Stereo Ultra
  • Cor: Cor (TVC)
Postado por Sinai